Arquivo da categoria: Criança

Edital para Eleição do CMDCA de S. Paulo.

EDITAL DO PROCESSO DE ELEIÇÃO PARA A
ESCOLHA DOS REPRESENTANTES DA SOCIEDADE
CIVIL, MANDATO 2017/2019, DO CONSELHO
MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO
ADOLESCENTE DA CIDADE DE SÃO PAULO –
CMDCA/SP
FELIPE DE PAULA, Secretário Municipal de Direitos Humanos
e Cidadania, no uso de suas atribuições legais, considerando
as Leis Federais nº 8.069, de 13/07/1990 e nº 13.019,
de 31/07/2014, e nos termos da Lei Municipal nº 11.123, de
22/11/1991, e do Decreto nº 55.463, de 29/08/2014,
RESOLVE
Artigo 1º. Ficam convocadas as Organizações da Sociedade
Civil – OSCs, os Movimentos Sociais e os Munícipes da
Cidade de São Paulo para o credenciamento de candidaturas
visando o preenchimento de 16 (dezesseis) vagas de representação
da sociedade civil do CMDCA/SP, sendo 8 (oito) vagas
titulares e 8 (oito) vagas suplentes, nos termos deste Edital,
para a Gestão 2017 a 2019.
Parágrafo único. Todos(as) os(as) candidatos(as) deverão
cumprir os requisitos contidos neste Edital.
Artigo 2º. Ficam convocados(as) os(as) munícipes com
gozo de seus direitos eleitorais na cidade de São Paulo, tomando
como referência a regularidade perante à Justiça Eleitoral
até a data de 31 de dezembro de 2016, para votar nas
representações da sociedade civil do CMDCA/SP, dos seguintes
segmentos:
(A) Atendimento social à criança e ao adolescente;
(B) Defesa de direitos da criança e do adolescente;
(C) Defesa da melhoria de condições de vida da população; (D) Defesa de trabalhadores vinculados à questão; e (E) Estudos, pesquisas e formação com intervenção política na área, titulares e suplentes, nos termos desse Edital.
EDITAL DO PROCESSO DE ELEIÇÃO PARA A ESCOLHA
DOS REPRESENTANTES DA SOCIEDADE CIVIL, MANDATO
2017/2019, DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA
CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DA CIDADE DE SÃO PAULO
– CMDCA/SP.
1. DA COMISSÃO ELEITORAL
1.1. São membros da Comissão Eleitoral, conforme nova
redação conferida pelo Art. 6º do Decreto nº 55.463, de
29/08/2014:
a) 02 membros indicados pelo Executivo;
b) 02 representantes do CMDCA/SP, respeitada a paridade
entre os representantes da Sociedade Civil e os representantes
do Governo Municipal;
c) 01 representante da OAB/SP – membro convidado;
d) 01 representante do Fórum Municipal de Defesa da
Criança e do Adolescente – membro convidado;
e) 01 representante do Legislativo Municipal – membro
convidado.
1.2. Os nomes dos membros serão publicados pela Secretaria
Municipal de Direitos Humanos e Cidadania no Diário Oficial
da Cidade de São Paulo – D.O.C.
1.3. Das atribuições da Comissão Eleitoral
1.3.1. Garantir a lisura do processo de eleição para composição
do CMDCA/SP;
1.3.2. Dirigir e acompanhar a realização da votação, até o
final dos trabalhos, dispondo sobre o seu andamento e resolvendo
casos omissos;
1.3.3. Referendar o credenciamento da relação dos(as) candidatos(as) representantes das Organizações e dos Movimentos
Sociais ligados às questões da infância e da adolescência
às vagas de Conselheiros de Direito;
1.3.4. Fazer publicar no D.O.C.:
a) a relação dos(as) candidatos(as) credenciados, em até 7
(sete) dias úteis após a finalização do credenciamento; e
b) a relação dos eleitos.
1.3.5. Todos os atos e deliberações pertinentes ao processo
eleitoral;
1.3.6. Julgar as impugnações dos credenciados, publicando
os resultados dos recursos no D.O.C;
1.3.7. Deliberar sobre a validade ou anulação do voto;
1.3.8. Dirimir dúvidas e decidir sobre os casos omissos
neste Edital;
1.3.9. Homologar os resultados finais em ata própria.
2. DA VOTAÇÃO DOS(AS) MUNÍCIPES
2.1. No ato da votação apresentar a Cédula de Identidade
ou outro documento oficial com foto expedido por um órgão
público ou documento expedido por órgão de classe com reconhecimento
público.
3. DAS INSCRIÇÕES DOS(AS) CANDIDATOS(AS) A
CONSELHEIROS(AS) DE DIREITO
3.1. Estarão aptos(as) para inscrição como representantes
no CMDCA/SP, segundo o Artigo 2º do Decreto nº 55.463, de
29/08/2014, a uma das 8 vagas titulares e 8 vagas suplentes
junto ao CMDCA/SP preenchendo um formulário específico e
indicando OBRIGATORIAMENTE um dos seguintes eixos (Segmento)
da participação:
a) Atendimento social à criança e ao adolescente (02
vagas);
b) Defesa dos direitos da criança e do adolescente (02
vagas);
c) Defesa da melhoria de condições de vida da população
(02 vagas);
d) Defesa de trabalhadores vinculados à questão (01 vaga);
e) Estudos, pesquisas e formação com intervenção política
na área (01 vaga).
3.1.1. Os candidatos deverão observar a Lei Federal 13.019,
de 31/07/2014, especialmente o disposto no art. 27, § 2o.
3.2. Serão eleitos(as) para cada segmento os(as)
candidatos(as) com maior número de votos, titulares e suplentes,
na ordem decrescente.
3.3. A inscrição das candidaturas será feita na sede do
CMDCA/SP, à Rua Líbero Badaró, 119, Centro – São Paulo/SP,
das 09h00 às 17h00, no período de 05 de dezembro de 2016 a
30 de dezembro de 2016.
3.4. As inscrições das candidaturas serão homologadas
pela Comissão Eleitoral.
3.5. O(A) candidato(a) deverá apresentar no momento da
sua inscrição:
a) atestado de antecedentes criminais expedidos pela
Polícia Estadual;
b) atestado de antecedentes criminais expedidos pela
Polícia Federal;
c) certidão dos Distribuidores Cíveis e Criminais da Justiça
Estadual;
d) certidão dos Distribuidores Cíveis e Criminais da Justiça
Federal;
e) declaração de anexo único a que se refere o Art. 3º do
Decreto nº 53.177/12 (Ficha Limpa)
3.5.1. Será aceito provisoriamente o protocolo das certidões
acima mencionadas para fins de inscrição.
3.6. O(A) candidato(a) deverá:
a) ter idade igual ou superior a 21 anos, comprovada por
cédula de Identidade ou documento de identificação oficial e
original com foto.
b) ter residência na cidade de São Paulo comprovada por
prova de residência, por meio de contas de energia elétrica, de
telefone ou de água ou ainda correspondência pessoal, comercial
ou bancária, em nome do(a) candidato(a), referente a um
dos três meses anteriores à publicação do edital;
c) ter domicílio eleitoral na cidade de São Paulo;
d) estar em dia com os direitos políticos, comprovado por:
I) Título de Eleitor original e comprovante de votação dos
dois turnos da última eleição ou comprovante oficial de justificativa
ou certidão de quitação com a justiça eleitoral;
II) estar em dia com as obrigações do serviço militar, se do
sexo masculino, comprovado com certificado de alistamento militar;
e) ter reconhecida experiência e compromisso na área de
defesa ou atendimento aos direitos da criança e do adolescente,
conforme previsto no Inciso V, do Art. 13, da Lei Municipal nº
11.123/1991, comprovado por curriculum vitae e declaração de
prova de atuação profissional e experiência junto à área de defesa
dos direitos e/ou atendimento à criança e ao adolescente
emitida por 1 (uma) entidade registrada no CMDCA/SP (cópia
do registro) ou por movimentos populares.
3.11. Entende-se por movimento popular todas as organizações
não constituídas juridicamente (ou seja, que não
possuam inscrição no CNPJ – Cadastro Nacional da Pessoa
Jurídica), que comprovem sua atuação na cidade de São Paulo
por um período mínimo de 6 (seis) meses de funcionamento,
conforme o §1º, do Art. 2º do Decreto nº 55.463/2014, devendo
apresentar a seguinte documentação:
a) existência mínima de 6 (seis) meses, comprovada por
manifestações públicas de seus representantes, declaração de
autoridades públicas, reportagens que comprovem a atuação
em defesa da causa, ou outros registros comprobatórios;
b) lista nominal original, assinada e com número de documento
de identidade de, pelo menos, 20 (vinte) integrantes do
movimento, da qual conste também o nome de seus líderes,
com os respectivos endereços bem como a identificação dos
representantes.
3.12. No caso de movimento e entidades que tenham
dentro de seus objetivos estudos, pesquisas e formação com
intervenção política na área:
a) comprovação de produção de pesquisas e estudos sobre
a criança e/ou adolescente;
b) participação de eventos com foros de debates, seminários e reuniões de comissões específicas.
4. DOS PRAZOS RECURSAIS
4.1. Dos(as) Candidatos(as)
4.2. A Comissão Eleitoral publicará a lista de candidaturas,
deferidas e indeferidas, até o dia 10 de janeiro de 2017.
4.3. O prazo para o protocolo de recursos para as candidaturas
indeferidas será de 4 (quatro) dias úteis, contados da data
da publicação, contida no item 4.2.
4.3.1. O prazo para o protocolo de impugnação das candidaturas
será de 4 (quatro) dias úteis, contados da data da
publicação, contida no item 4.2.
4.4. Encerrado o prazo de protocolos de recursos e impugnações,
a Comissão Eleitoral terá 4 (quatro) dias úteis para
analisar e dar publicidade os pedidos de recursos e impugnações
de candidaturas, publicando a listagem final de candidatos
habilitados no Diário Oficial da Cidade de São Paulo.
4.5. Os recursos deverão ser protocolados na sede do
CMDCA/SP, à Rua Líbero Badaró, 119, Centro – São Paulo/SP,
das 09h00 às 17h00.
5. DA ELEIÇÃO
5.1. A eleição dos(as) conselheiros(as) da sociedade civil
será realizada no dia 12 de março de 2017, das 09h00 à 17h00,
nos locais a serem divulgados em publicação em D.O.C. até o
dia 19 de fevereiro de 2017.
5.2. Participarão da eleição:
5.2.1. Os(As) candidatos(as) com seus cadastramentos e
inscrições devidamente deferidos pela Comissão Eleitoral;
5.2.2. Os(as) cidadãos(ãs) com direito a voto residentes na
cidade de São Paulo, quites com a Justiça Eleitoral, mediante
apresentação do Título de Eleitor com cadastro regularizado até
31 de dezembro de 2016, e da Cédula de Identidade ou outro
documento oficial com foto expedido por um órgão público ou
documento expedido por órgão de classe com reconhecimento
público.
5.3. Terão acesso aos locais de votação para trabalhos
na eleição do CMDCA/SP: os(as) candidatos(as), os(as)
eleitores(as), a Comissão Eleitoral, os(as) funcionários(as)
públicos(as) a serviço da Prefeitura de São Paulo e o Ministério
Público, além de fiscais previamente credenciados pela Comissão
Eleitoral.
6. DA VOTAÇÃO
6.1. Será realizada em cada uma das Subprefeituras.
6.2. Será publicada lista no local de votação, em local
visível, com a relação completa dos(as) candidatos inscritos
divididos por eixos (segmento) de participação.
6.3. Cada eleitor(a) poderá votar, em até 8 (oito)
candidatos(as), distribuídos pelos 5 (cinco) segmentos que
compõem o CMDCA/SP, a saber:
a) 2 candidatos(as) no segmento de atendimento social à
criança e ao adolescente;
b) 2 candidatos(as) no segmento de defesa, promoção e
proteção dos direitos da criança e do adolescente;
c) 2 candidatos(as) no segmento de defesa, promoção e
proteção da melhoria de condições de vida da população;
d) 1 candidato(a) no segmento de defesa, promoção e
proteção de trabalhadores vinculados à questão;
e) 1 candidato(a) no segmento de estudos, pesquisas e
formação com intervenção políticas na área.
6.4. Serão eleitos(as) os(as) candidatos(as) com maior número
de votos por eixo como titular e como suplente em ordem
decrescente de votação.
6.5. A municipalidade disponibilizará funcionários para
auxiliar na organização.
7. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
7.1. O Poder Público Municipal dará total publicidade ao
processo eleitoral com a divulgação do edital, dos prazos e das
formas de acesso.
7.2. Ao final do processo eleitoral, será redigida a ata
final da eleição com os resultados e será dada posse no dia
31 de março de 2017 aos novos Conselheiros pelo Secretário
Municipal da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania e o
Presidente do CMDCA/SP.
7.3. A Comissão Eleitoral, em sua 1ª reunião ordinária,
deliberará:
I – Das Cédulas Eleitorais e Voto Eletrônico;
II – Da Votação;
III – Da Fiscalização do Processo da Eleição e Apuração
dos Votos.
8. Os casos omissos serão dirimidos pela Comissão
Eleitoral nos termos da Lei.
Anexo I – Cronograma previsto para a escolha dos(as)
representantes da sociedade civil – Mandato 2017/2019
05/12 a 30/12: Período de inscrições dos candidatos;
02/01 a 09/01: Período de análise das inscrições pela Comissão
Eleitoral;
10/01: Publicação da lista inicial de candidaturas deferidas/
indeferidas;
11/01 a 16/01: Prazo para apresentação de recursos e
impugnações;
17/01 a 19/01: Período de análise dos recursos e impugnações
pela Comissão Eleitoral;
20/01: Publicação do resultado da análise dos recursos e
impugnações e da lista definitiva dos deferidos;
19/02 – Publicação dos locais e horários de votação;
19/03 – Realização da votação;
22/03 – Limite para publicação do resultado da eleição;
22/03 a 24/03 – Prazo para apresentação de recursos sobre
o resultado da eleição;
29/03 – Publicação do resultado dos recuuros sobre o resultado das eleições
31/03 – Posse dos novos conselheiros..

Divulgação: http://www.consabesp.org

Anúncios

Propostas do CONSABESP.org para todos os candidatos nas Eleições Municipais de 2016.

CONSABESP – Conselho Coordenador das Associações Amigos de Bairros, Vilas e Cidades do Estado de São Paulo. 1968-2016

Sede Própria: Rua Japurá nº 190, CEP01319-030, S. Paulo-SP – CNPJ nº 61.360.509/0001-30 – WWW.CONSABESP.ORG

Propostas do CONSABESP.org para todos os candidatos nas Eleições Municipais de 2016

O CONSABESP.org está recebendo visitas de diversas lideranças políticas e pré-candidatos às Eleições Municipais de 2016.

Estas visitas são agendadas previamente para que nossos diretores e associados tomem conhecimento da visão dessas lideranças políticas e de seus compromissos com o Comunitarismo, a valorização dos líderes comunitários e suas entidades e associações.

Vejam as propostas defendidas pelo CONSABESP.org:

1) Criação da Secretaria Municipal de Assuntos Comunitários.

2) Garantir uma ajuda de custo para as SABs, as quais prestariam alguns de vários serviços de interesse público: formação de lideranças comunitárias; apoio e orientação sociofamiliar; mediação de conflitos; defesa do consumidor etc.

3) Criação do Dia do Líder Comunitário Municipal, valorizando o trabalho dos líderes comunitários e suas associações.

4) Criação do Dia da Eleição do Conselho de Escola, no último sábado de fevereiro. Esta data unificada propiciará uma campanha em toda a cidade para mobilizar e conscientizar alunos, mães, pais e comunidade sobre a importância da gestão democrática nas escolas.

5) Criação de Centros de Referência dos Direitos da Mulher, priorizando políticas públicas contra a violência doméstica.

Existem outras propostas que abrangem categorias específicas: idosos, deficientes, joventude, criança; e temas gerais como: saúde, moradia, educação, cultura, esporte, segurança pública comunitária etc. Mas as cinco propostas listadas acima servem de base para uma campanha unificada com temas comuns a todos os candidatos em todas as cidades.

As visitas das lideranças políticas à sede do CONSABESP.org devem ser agendadas com a Secretaria-Geral (cel.: 11-954544193 c/ Mauro).

o Paulo, 2105-2016.

Mauro Alves da Silva – Secretário-Geral do Consabesp. Tel/cel 11-954544193 – e-mail: mauro.consabesp@gmail.com

Consabesp.org prestigiando o 6º aniversário do IAB.

consabesp_iab_16042016
Antonio Irineu, presidente do Consabesp.org e do Sindfontes.org.br prestigiando o 6º Aniversário do IAB – Instituto Apoio Brasil.
O evento aconteceu na data de 16-04-2016, na Câmara Municipal de São Paulo.

O Instituto Apoio Brasil (IAB) é uma entidade criada em âmbito nacional, sem interesse econômico, ou seja, sem fins lucrativos, incumbida regimental e estatutariamente no desenvolvimento de ações de solidariedade no campo das políticas públicas em proveito das populações excluídas das condições de cidadania.
Dentre as ações já desenvolvidas pelo IAB destacam-se aquelas voltadas às famílias com parentes “desaparecidos”.

As fotos do evento podem ser vistas aqui.

divulgação:
http://www.consabesp.org

Curso Agente de Cidadania, Embu das Artes, 06-02-2016.

cursoagentedecidadania06022016

O Agente de Cidadania tem o dever de defender o cidadão dos abusos ou omissões do Poder Público.
Data: 06-02-2016
Horário: das 10h às 16h
Local: Rua dos Bancários 177.Embu das Artes-SP.
Participação: aberto a todos os interessados maiores de 16 anos.
Vagas limitadas.
Inscrição: informar nome, endereço, titulo de eleitor, telefone fixo ou celular, área de interesse,

***

30h de Curso – 10h curso teórico e mais 20h de curso prático (participação em reuniões comunitárias).
TCC – O Trabalho de Conclusão do Curso será um “Abaixo Assinado” com pelo menos 20 cidadãos apoiando uma causa comunitária (Por exemplo: instalação de semáforos ou faixas de travessia; criação de posto de saúde; contratação de médicos ou funcionários públicos; garantia de moradia etc).

Os participantes das Palestras recebem um “Certificado de Participação”.
Quem cumprir as 30h do “Curso de Agente de Cidadania” recebe um “Diploma de Conclusão do Curso”.
Quem apresentar o TCC receberá uma “Carteirinha de Agente de Cidadania”, com vínculo voluntário com a entidade local e com o Consabesp.org, sendo que estas entidades apoiarão a atuação do Agente de Cidadania quando ele/ela estiver fazendo a defesa de cidadãos junto aos órgãos públicos. Eles também serão credenciados para promover cursos de formação e capacitação junto as suas comunidades locai.

Organização e Divulgação:
www.consabesp.org

Fórum de Educação da Sociedade Civil de SP.

forumeducasp13022016b

Vamos organizar os debates da educação no Estado de São Paulo a partir da garantia de que alunos, mães, pais e comunidade sejam ouvidos.
Será permitida a participação de professores, funcionários e dirigentes escolares.
FórumEduca-SP – Fórum de Educação da Sociedade Civil de SP.
Dia 13 de fevereiro de 2016 – sábado – das 14h às 17h.
Rua Japurá 190, Centro, São Paulo/SP.
Pauta proposta:
1) Dia Estadual da Eleição do Conselho de Escola;
2) Revisão das Normas Gerais de Conduta Escolar;
3) Valorização dos Grêmios Estudantis;
4) Reorganização escolar;
5) Eleição Direta para Diretor de Escola;
6) Ouvidorias dos Alunos.

Serão criados grupos de trabalhos para acompanhar cada um destes temas e para apresentarem as propostas aos governos municipais e do Estado de São Paulo.

Divulgação:
http://www.consabesp.org
http://www.movimentocoep.org
http://www.fmesp.wordpress.com